Como evitar pendências por nome divergente

Durante a digitação da proposta, o digitador e o setor de acompanhamento de contrato devem estar atentos aos pequenos detalhes. É muito comum que no final da digitação, alguns erros aconteçam, o que pode desencadear uma série de complicações futuras. Por isso, vou falar de um erro simples, porém comum nas promotoras, a pendência por nome divergente no Banco Itaú.

 

 

Está fazendo alguma tarefa e não quer parar para ler? Então utilize o player abaixo para escutar o áudio deste post.

 

Uma simples piscada de olho, falta de atenção ou não revisão da digitação, pode gerar um grande impacto como: devolução do pagamento, impedimento de retirada de ordem de pagamento e pendência posterior ao envio de contrato. Fora o tempo perdido fazendo e refazendo todo trabalho, e todos sabemos que tempo é dinheiro.

 

Só existe uma maneira para evitar pendências por nome divergente, então redobre a atenção. Veja se o nome que está digitando confere com o nome que consta no documento de identificação do cliente. Essa validação é extremamente importante. Nas propostas de refinanciamento, por exemplo, os dados cadastrais do cliente são preenchidos automaticamente, por isso, nunca deixe de conferir o nome que está no sistema com o nome do documento apresentado, e caso seja necessário, faça a correção.

 

Abaixo, veja um exemplo de erro de nome divergente e sua validação.

 

 

Como perceberam, não existe uma formula magica, portanto, mantenha-se atento a detalhes para garantir a eficiência na formalização. Toda forma de prevenção é válida. Então, aos usuários do sistema Gerencial Crédito, recomendo que imprimam uma ficha de cadastro de proposta e levem uma cópia junto ao Banco Itaú no momento da digitação.

 

Se você gostou desta postagem, compartilhe nosso blog com amigos e corretores da sua equipe e deixe seu comentário aqui.

 

Sobre o autor: