Leitura do mês para o consignado – Produtividade para quem quer tempo

Leitura do mês para o Consignado deste mês, comenta e recomenda a leitura do livro Produtividade para quem quer tempo, de Geronimo Theml. Geronimo é ex-advogado da União e largou a estabilidade do emprego público para se dedicar à carreira de Coach, professor e escritor. Nas redes sociais ele tem quase um milhão de seguidores e seus vídeos do YouTube já foram visualizados mais de 5 milhões de vezes.

 

 

O livro é muito interessante e foi escrito numa linha bem didática. Do mesmo modo, Geronimo compartilha muitas histórias que ajudam a ilustrar algumas das ações propostas no livro. E ele também é bem específico em apontar passos que devem ser dados para se atingir o que ele chama de Produtividade Nível A.

 

Ler a obra é como estar numa sessão de Coach. Afinal, eu já fiz Coach (fui o Cochee, no caso) e percebo que a intenção dele é dar ao leitor a mesma sensação. Em vários momentos, logo após explicar determinado conceito, ele pede para escrevermos nossa opinião sobre aquilo ou responder algum questionário.

 

Geronimo traz reflexões fundamentais e muito bem construídas sobre nossos objetivos de vida, assim também sobre como fazemos uso dos recursos mais importantes que temos e sobre equilíbrio. Dessa forma, as pessoas se sentem mais completas e felizes quando percebem que estão conseguindo balancear suas vidas. E para alcançar esse equilíbrio, é necessário atender às expectativas de realizações em algumas áreas:

 

  • Realização Pessoal
  • Realização Profissional
  • Realização Financeira

 

Para tratar de como obter resultados excelentes nestas áreas, primeiramente ele começa com foco nas tarefas que desempenhamos diariamente e que sugam nossa produtividade. É necessário elimina-las! E para ajudar nessa análise, ele categoriza as tarefas em tipos e subtipos. São elas:

 

Tarefas de Ocupação

 

São aquelas que, muitas vezes até precisam ser executadas, mas não fazem a vida progredir na direção daquilo que queremos.

 

Ocupação Dispensável: são aquelas ocupações que não ajudam em absolutamente nada, como assistir televisão, tragédias em jornais, navegar pelas redes sociais sem objetivo, fofocar e participar de dezenas de grupos de Whatsapp.

 

Ocupação Obrigatória: são aquelas que não contribuem para que você avance nos seus projetos, mas são necessárias, como consultas médicas, pagar contas e revisão do carro.

 

Tarefas de Produção

 

São aquelas que levam você na direção da construção dos seus sonhos.

 

Produção sem Margem: essas tarefas te ajudam a alcançar seus objetivos, mas terminam no limite do prazo ou até depois, e podem atrapalhar outras tarefas.

 

Produção com Margem: estas são concluídas com certa folga e são um exemplo de sucesso no gerenciamento do tempo. Terminá-las dá uma sensação muito positiva de realização e assim também libera espaço para novas tarefas de produção.

 

Outro conceito interessante que o Theml usa é o das Verdades Libertadoras sobre Produtividade. Ele explica que é necessário ter ciência dessas premissas para que você tenha sucesso e se torne um Realizador Nível A. As que achei mais interessantes são essas:

 

Ocupar-se não é produzir: produzir é fazer o que é necessário na direção da realização dos seus sonhos. O resto é se ocupar.

 

As tarefas nunca vão terminar: não importa quanto você trabalhe, quanto produza, você sempre terá mais coisa para fazer. Então não se desespere!

 

Se você não tem agenda, acaba virando agenda dos outros: marque previamente compromissos em sua agenda, desabilite notificações do celular e separe um tempo específico do seu dia (ou mais de um) para dar retorno às pessoas (e-mails, Whatsapp, ligações, etc).

 

Mais importante que a velocidade é a direção: isso não é uma corrida de 100 metros; é uma maratona. Dedique-se a melhorar seu planejamento e sua produtividade sempre, mirando na direção certa. Ainda que devagar, mas sempre ajustando.

 

Não pense no que você não pode resolver: muitas pessoas ficam aflitas com problemas que não podem ser resolvidos naquela hora ou tarefas que não podem ser executadas naquele momento. Isso contribui para um estresse intenso e enorme ansiedade.

 

Depois de explicar detalhadamente estes e muitos outros conceitos básicos para introduzir uma rotina de realizações nível A, Geronimo tratada de um método de Agenda que merece destaque. O DRD (Descarregar, Reunir e Distribuir) é um método desenvolvido por ele na tentativa de evoluir a agenda pessoal.

 

Então, ao montar sua agenda, você deve, primeiro, Descarregar. Descarregar é colocar no papel absolutamente todas as tarefas que fazem parte da sua rotina. Podem ser tarefas de Ocupação ou Produção, e de qualquer subtipo. Tudo que você faz dentro do ciclo de uma semana precisa estar nessa anotação.

 

Reunir é pegar todas as tarefas descarregadas e agrupá-las por blocos de similaridade. Você pode, por exemplo, criar o “bloco de respostas”, que será um momento onde você dará retorno às outras pessoas. Você também pode ter um “bloco de saúde”, onde você vai dedicar um tempo a cuidar da sua saúde, seja física ou mental. Nessa janela, você poderá ir à academia, caminhar, correr ou meditar.

 

O último passo é Distribuir. Você deve pegar esses blocos de atividades e dividi-los nos turnos da semana (cada dia, manhã, tarde e noite).

 

A estrutura é bem simples, como na imagem abaixo

 

Leitura do mês para o consignado - Produtividade pra quem quer tempo

 

A distribuição dos blocos é só um começo. Depois disso, é natural que você reflita bastante sobre as atividades que você está desempenhando e faça os ajustes necessários para se manter na direção certa, alinhado com seus objetivos de vida.

 

Eu experimentei o DRD com relação à etapa de Reunir. Alguns dos meus blocos são família, saúde, desenvolvimento intelectual, autoconhecimento, ações comerciaisdesenvolvimento de equipe. A minha experiência como Cochee já me levou a montar uma agenda programada, reservando partes do tempo de maneira que estejam conectadas aos meus projetos de vida.

 

Algo muito interessante que acontece quando se faz isso, é que percebemos que de fato, o tempo é muito curto. A gente se propõe a fazer muitas coisas. Porém, quando você realmente se propõe a encaixar todas aquelas atividades dentro de uma semana, você entende que precisa abrir mão de muitas outras.

 

O trabalho de montar sua agenda conectada aos seus objetivos de vida é um exercício incrível de desapego. Você literalmente afirma que vai deixar de fazer determinada coisa, pois ela conflita com outras coisas mais importantes para você.

 

O tempo é o recurso mais valioso que temos em nossa vida. Enquanto você tem saúde, você pode aproveitá-lo da maneira como bem entender. Ele também é universalmente democrático: todos nós temos as mesmas 24 horas todos os dias. Então, você é dono do seu tempo. Mas também pode não ser, se você deixar que tudo aconteça ao seu redor e atuar de maneira apenas coadjuvante.

 

Vejo que a mensagem que Geronimo Theml deixa com o seu livro é a de que, acima de tudo, todos nós estamos aqui com um presente único que é a vida. E a vida é um pedaço de tempo que a gente recebe para cuidar. Você pode fazer algo muito bom com ele, e vão lembrar de você como alguém que fez a diferença. Ou, você pode deixar o tempo passar. E, cuidado, pois ele passa muito rápido!

 

Pense nos seus sonhos, defina prioridades, programe sua agenda, elimine tarefas improdutivas e seja muito feliz com seus projetos realizados! Afinal, é para isso que nós estamos aqui.

 

Se você gostou desta postagem, compartilhe nosso blog com amigos e corretores da sua equipe e deixe seu comentário aqui.

 

Sobre o autor: